24 de novembro 2017 - 01:46hrs

"Começam os preparativos para vender cestas de Natal "

Pequenas Empresas Grandes Negócios - 29/06/2008

 

Empresas de cesta básica trabalham o ano todo para abaster os clientes. Mas é agora, no meio do ano, que elas começam a se preparar para oferecer as cestas de Natal. É o tempo de garimpar as novidades e pesquisar preços dos produtos para as cestas natalinas.

Panetone, vinho, champagne. São estes os produtos que todo mundo espera numa cesta de Natal. E os pequenos empresários trabalham em busca das novidades para abastecer o mercado no final do ano. O empresário Robson Gonçalves da Silva é um deles.

Durante todo o ano ele vende cestas básicas para condomínios, escolas e academias. A empresa dele existe há 14 anos. Num galpão ele monta as cestas com produtos de diversos fornecedores. Cada uma custa, em média, R$ 50.

Uma estratégia do empresário é vender somente no atacado e por encomenda. O cliente escolhe a quantidade e os produtos. Hoje, a empresa tem 1,5 mil clientes. E 90% deles compram há mais de dez anos. Ele só vende para pequenos empresários.

Segundo o empresário, para abrir um negócio como este o investimento é de R$ 50 mil. O dinheiro será usado para montar a estrutura física da empresa e na compra de produtos. Segundo Robson Gonçalves da Silva, o mercado de cestas básicas está em ascensão.

“Quanto mais os salários do trabalhador forem achatados, muito mais haverá a necessidade de que as empresas contribuam com as cestas básicas, para que eles possam sustentar melhor suas famílias”, afirma o empresário Robson Gonçalves da Silva.

Por mês, são vendidas, em média, 4 mil cestas básicas. No Natal este número triplica, chega a 12 mil.

E é agora, no meio do ano, que começam os preparativos para montar a cesta de Natal. O planejamento é essencial neste trabalho.

O empresário faz pequisa de mercado em feiras de alimentos, como uma que foi realizada em São Paulo. Lá, Robson negocia melhores condições de pagamento com fornecedores e procura novidades para cestas de Natal.

Os produtos são especiais, como: panetone, doces, azeite, vinho e champanhe, que não pode faltar.

E é na feira que Robson Gonçalves da Silva conhece os lançamentos, para montar cestas atraentes e com um bom preço.

“Para esse negócio, a gente precisa ter parceria com fornecedores, estocar produto, prazo de pagamento, negociação de prazo de pagamento com os fornecedores até a época da entrega de Natal”, conta Robson.

Num dos condomínios que o empresário vende cestas básicas e de Natal, o porteiro Ednaldo Vicente recebe o benefício.

“É bom porque não precisa correr atrás de comprar as coisas de mercado. Tanto alivia no bolso quanto você ir ao mercado correr e procurar tudo isso. Em dezembro recebo a cesta de Natal, a cesta básica. É muito legal. Vem o champanhe, vinho, chocotone, balas. Dá para reunir a família e fazer uma ceia legal”, garante o porteiro Ednaldo Vicente.

 

Cesta Básica Celeiro Grande
Rua Rafael de Proença, 44
Santo Amaro
05777-140 - São Paulo - SP
Fones: 5512-1560 / 5510-0322 / 5511-4645
contato@celeirogrande.com.br

Video Pequenas Empresas Grandes Negócios